Eno Cultura – Cursos em Vinhos, Destilados e Eventos Corporativos no Brasil
Eno Cultura, Cursos de Vinhos no Brasil

Eno Cultura, Cursos de Vinhos no Brasil

Eno Cultura, WSET

Eno Cultura, Eventos corporativos

Eno Cultura, Escola de vinhos / Wine School

Eno Cultura, Consultoria em vinhos em São Paulo

Whats'On

Fique por dentro das novidades que
acontecem no mundo dos vinhos
e destilados!

Legislação sobre os vinhos na Alemanha

Legislação sobre os vinhos na Alemanha

26/04/2018

Nos vinhos DOP da Alemanha, todas as uvas utilizadas devem proceder da região que aparece no rótulo. No entanto, a legislação sobre vinho na Alemanha tem uma abordagem diferente a outras DOPs europeias. Há três diferenças principais: (1) não existe uma relação estreita entre as regiões vinícolas e as castas, ou seja, os viticultores podem escolher entre um grande número de castas diferentes; (2) os vinhos são normalmente rotulados indicando a casta, e (3) os vinhos são classificados de acordo com o nível de açúcar nas uvas no momento da colheita – é o que chamamos de “peso do mosto”.
Na Alemanha, os vinhos DOPs se dividem em dois níveis fundamentais: Qualitätswein e Prädikatswein. O peso mínimo do mosto na colheita que é exigido no Qualitätswein é inferior ao exigido para o Prädikatswein.
Qualitätswein cobre uma ampla gama de estilos de vinho, que podem ir de secos a meio doces, tintos ou brancos, e também podem variar bastante no preço. O número de vinhos rotulados como Qualitätswein tem aumentado devido à popularidade dos vinhos secos, e constituem hoje a maioria dos vinhos DOP.
Já o Prädikatswein é dividido em seis categorias, cada uma delas com um requerimento específico do peso do mosto. Da mais baixa à mais alta em termos de peso do mosto, estas categorias são: Kabinett, Spätlese, Auslese, Beerenauslese (BA), Eiswein, Trockenbeerenauslese (TBA). Embora estes níveis de Pradikät possam ser usados tanto para tintos como para brancos, o mais normal é serem utilizados para vinhos brancos. Isto porque a doçura residual é mais comum nos vinhos brancos do que nos tintos.
Os vinhos rotulados nos três primeiros níveis de Prädikat (Kabinett, Spätlese, Auslese) podem ser secos ou ter doçura residual. Os vinhos Kabinett tendem a ter corpo ligeiro e aromas de fruta verde e fruta cítrica, assim como aromas florais. Os vinhos Spätlese são geralmente mais maduros em estilo e apresentam com frequência mais aromas de fruta de caroço. Os vinhos Auslese são os mais maduros destes três níveis de Prädikat e podem com frequência incluir aromas de mel derivados da podridão nobre.
Os três últimos níveis de Prädikat são sempre associados a vinhos doces. São produzidos apenas em anos com as condições climáticas adequadas. Beerenauslese (BA) e Trockenbeerenauslese são vinhos doces elaborados a partir de uvas afetadas pela podridão nobre. Estes vinhos têm tipicamente níveis baixos de álcool, e aromas de mel, frutas secas, cascas de fruta cristalizada e aromas florais. Os Trockenbeerenauslese, cujas uvas passam por um processo de desidratação, têm o peso do mosto mais alto, sendo mais doces e mais concentrados do que os Beerenauslese (BA).
Já o Eiswein é um estilo de vinho muito diferente. É elaborado a partir de uvas que congelam na vinha durante o inverno. As uvas usadas para o Eiswein não são afetadas pela podridão nobre, e por isso estes vinhos têm um caráter varietal (ou seja, sabores primários das uvas) muito mais puro do que os Beerenauslese (BA) e os Trockenbeerenauslese.
Na legislação sobre vinhos na Alemanha não existe um sistema oficial de classificação das vinhas, ao estilo das indicações de qualidade definidas legalmente como, por exemplo, Premier Cru ou Grand Cru. Um grupo independente de produtores tem procurado resolver este problema. Este grupo se chama Verband Deutscher Pradikätsweingüter (VDP). Estes produtores são considerados como os representantes da melhor vitivinicultura na Alemanha. Os membros deste grupo classificaram as suas vinhas e estabeleceram um estrito código de qualidade. Os Qualitätswein secos provenientes das vinhas com a mais alta classificação são chamados de Grosses Gewächs (GG); este termo é indicado no rótulo da garrafa com as letras GG. Estes vinhos são considerados como os melhores vinhos secos produzidos na Alemanha. Os membros da VDP também podem produzir Prädikatswein nas suas melhores vinhas, mas estes vinhos são rotulados com o nível de Prädikat correspondente, e não como GG.

Sugestões de vinhos alemães:
Dr. Loosen, "Dr. L" Riesling, Qualitatswein Trocken, Mosel 2016, R$93 (Inovini)
SCHLOSS VOLLRADS, Riesling, Schlossberg Grosses Gewachs, Rheingau 2012, R$293 (Mercovino)



Fonte - Eno Cultura