Blog

Fique por dentro das novidades que acontecem no
mundo dos vinhos e destilados!

ESPUMANTES
22 de dezembro de 2017

ESPUMANTES

Conteúdo Técnico

Os vinhos espumantes remetem a celebração… geralmente são consumidos sozinhos, mas também podem desempenhar muito
bem à mesa. Nos espumantes produzidos através do método de tanque (ou Charmat), onde as bolhas são retidas durante a
segunda fermentação em grandes tanques selados, as notas primárias (fruta, flor…) são o grande destaque, gerando um
estilo mais leve e fresco. Estão nesta categoria vinhos como Prosecco (Itália) e a maior parte dos Sekt na Alemanha.

Já os espumantes feitos pelo método tradicional (ou champenoise) têm suas bolhas originadas de uma segunda fermentação feita dentro da garrafa, levando a um contato do vinho com as leveduras mortas (borras) e a um estilo um pouco mais complexo, onde as chamadas notas autolíticas (fermento, pão tostado…) se juntam aos aromas e sabores primários. Neste grupo de espumantes temos o Champagne (França), a Cava (Espanha), o Cap Classique (África do Sul), além de bons exemplos na Nova Zelândia, Austrália, Inglaterra e Brasil. Há também os espumantes feitos pelo método Asti, onde os tanques são selados durante a primeira fermentação, que é interrompida a certa altura, originando um espumante frutado, com açúcar residual e baixo teor de álcool. O Moscato D’Asti (Itália) é o grande referencial para este tipo de espumante, cujo estilo é replicado em todo o mundo, inclusive no Brasil. Um Moscato D’Asti, com seu dulçor e muita fruta presente, é uma ótima opção para acompanhar sobremesas como uma torta de damasco ou uma salada de frutas. Um Champagne, com sua elevada acidez e abrangência de aromas, pode acompanhar desde ostras frescas e caviar até a pratos mais elaborados com frutos do mar e carnes brancas, de acordo com sua complexidade. E um Prosecco pode ser um ótimo acompanhamento para pratos/entradas leves e frescos como saladas, carcioffini e mariscos marinados.

Separamos algumas sugestões para cada um destes estilos de espumantes: Nino Franco Primo, Prosecco Valdobbiadene, Itália 2016 (preço aproximado: R$ 160, Inovini); Larmandier Bernier, Champagne Extra Brut “Longitude” Blanc des Blancs 1er Cru (preço aproximado: R$360, Cellar); Perini Moscatel, Bento Gonçalves, Brasil (preço aproximado: R$ 37, Casa Perini)

+
enocultura na expovinis 2016 472x270 - Eno Cultura na ExpoVinis 2016
21 de junho de 2016

Eno Cultura na ExpoVinis 2016

O Lounge Wine Thinking rendeu elogios na maior feira de vinhos da América Latina, a ExpoVinis. O stand que contava com: Eno Cultura, Court of Master Sommelier, Decanter, Wine Thinking, Instituto Federal ministrou 16 palestras e ofereceu várias experiências pautadas em Inovação nos 3 dias de feira. A Eno Cultura nasceu para gerar conhecimentos para […]

continuar lendo
+
how to taste wine like a master sommelier 570x270 - How to Taste Wine Like a Master Sommelier
19 de fevereiro de 2016

How to Taste Wine Like a Master Sommelier

Para celebrar a vinda da Court of Master Sommeliers para o Brasil, realizaremos uma degustação exclusiva com o Master Sommelier Shayn Bjornholm na Casa do Porto Vinhos Finos. Inscreva-se pelo e-mail cursos@enocultura.com.br, as vagas são limitadas!

continuar lendo
Assine nossa newsletter e fique por dentro das nossas novidades

Eno Cultura - Todos os direitos reservados © 2018

Desenvolvido por: Clicktarget